Sejam bem vindos ao blog da Lay, da Luuh, do Igor, do Luis e do Emerson. Esperamos que tenham uma boa leitura. Beijo, comenta.
RSS

quarta-feira, 17 de março de 2010

Click Click Boom

Tem uma frase que quando eu era adolescente que eu gostava e usava muito que é a seguinte:
Pode ser por acaso que as pessoas entram em nossas vidas, mas não é por acaso que elas continuam.
Essa é uma afirmação correta, porém, como essas pessoas continuam em nossas vidas? Será que elas merecem ou vou ficando simplesmente por acomodação?
Mas outra questão é como saber quem são essas pessoas que merecem compartilhar de nossas vidas, saber se elas simplesmente não estão "se aproveitando" de algo, se é interesse ou se simplesmente não faz diferença pra elas, elas somente não querem ficar sozinhas ou terem fofocas para ouvir?

Será que tem algum curso que não seja a 'experiência de vida' que nos ensine como identificar os que merecem e aprender como cultivá-los? Porque passar pela vida tendo várias decepções não é uma coisa da qual devemos nos gabar.

Se existisse um curso ou um livro ou qualquer outra coisa que nos prevenisse com relação à estas coisas, será que eu hoje poderia ser uma pessoa diferente, sem rancores, sem tristezas e sem medos?  Será que eu seria mais feliz, mais amável e compreensiva?

De verdade eu não acredito que faça diferença, eu poderia saber todas as coisas mas mesmo assim o meu coração ia cometer os mesmos erros de sempre, ele amaria a pessoa errada, acreditaria em quem não merece confiança, e tudo isso com o cérebro mandando todos os sinais possível de que estou seguindo o caminho errado.

A Luuh já postou aqui antes sobre 'Família' [leiam o post aqui] , a que agente não escolhe e a que agente pode escolher.
Assim como ela, eu também fico pensando em quem realmente é nossa família.
Só que ao contrário dela, eu prefiro a família que eu não pude escolher, porque assim como eles não podem optar por se livrar de mim, eu também não posso me livras deles, e não é só isso, com eles eu encontro amor incondicional, porque por mais que eu faça coisas erradas e não seja a filha perfeita, eles me amam, me acolhem e sempre estão aqui no que eu precisar.  [Só pra contar, considero família: eu, meu pai e minha mãe]
Eles também não vêem uma filha melhor e viram pra mim e dizem "Olha filha, nós encontramos uma filha melhor e gostamos mais dela então tudo entre nós está acabado."

E se eu matar aula, contar uma mentira, fizer algo que eu não devesse ou qualquer coisa do tipo, eles podem até ficar com raiva mas não vão viras as costas pra mim, eles vão me amar independente do que eu faça.
Eles também não vão querer dividir o amor que eles tem por mim com a filha dos outros, não vão me abraçar e dar a mão para a filha de outra família ao mesmo tempo.  
Essa família é fiel, o carinho deles de pai e mãe, é só meu, os beijos deles de pai e mãe são só meus, os abraços, o conforto os bons momentos em família, são só nossos e isso já vai fazer 22 anos, e nunca mudou!

E a família que a vida colocou em  minha vida? Bem... De qual delas você quer saber?
Da que quando acabou o colégio eles sumiram? Da que só porque arrumaram namorados se esqueceram de mim? Da que quando eu entrei pra igreja me acharam otária e não quiseram mais saber de mim? Ou da que quando eu saí da igreja simplesmente se esqueceram de mim?
Tem a que se deixaram influenciar por outros e me humilharam... 

Tem as famílias que eu tentei começar [os namorados], mas daí uns se cansaram de mim, uns me trocaram por sexo, outros deixaram a distância acabar com tudo ou simplesmente não sabiam qual escolher...  Uns acharam que eu era um bom troféu a se exibir, e era só isso...

O título do post pode não ter a ver com o que estou escrevendo, mas é que eu estava ouvindo Click Click Boom - Limp Bizkt quando comecei a pensar nessas coisas e achei que o nome poderia ser adequado.

Mas enfim, eu não tive curso ou apostila, eu aprendi com a vida...
Minha mãe anda dizendo que estou muito mudada, mas acho que é porque cheguei em um ponto que não consigo mais conter minha frustração e acabo descontando no meu comportamento seja em um piercing sem permissão ou as horas que passo trancada no quarto.

Mas pra falar a verdade, eu mesma não me conheço mais.
Eu sempre me preocupei no que falar com as pessoas, mas agora estou falando tudo o que penso... Sabe por que? Porque não vejo ninguém se importando com o que vou sentir ao ouvir suas palavras.
Eu sempre me preocupei com o meu comportamento na frente dos outros, medo de fazer algo e magoar e tals, mas agora não me preocupo mais, sabe por que?  Porque eu cansei de ver coisas que me mataram por dentro e as pessoas que o fizeram não darem a mínima, pareciam até que estavam me testando, querendo ver quando iam conseguir me derrubar.

Mas todas estas coisas agora já não fazem mais diferença, eu estou acostumada!
E quer saber? Isso só me mostra quem são as pessoas que devem continuar na minha vida.  Não quero que ninguém tenha pena e se comporte na minha frente, eu quero mais é que façam e se revelem diante dos meus olhos, daí um dia quem sabe você não vai sentir falta da atenção e carinho que tinha da minha parte e agora não tem mais... E tudo que eu dei foi verdadeiro!

E só mais uma coisa... Eu amo incondicionalmente meus pais, esse amor eu não divido com ninguém, mas eu arrumei mais um espacinho pra duas pessoas.  Uma delas é a Luuh, a Luuh é família dua vezes, ela é minha prima, não pude escolher, mas se não fosse eu não teria a amiga que eu tenho e amo muito, e a outra pessoa é a Laryssa, minha filha que a vida me deu e que espero nunca perder!


E uma nota... Eu agora penso assim: Tem coisas que eu não tenho opção como a família que não posso escolher, mas o restante é opcional... Eu não tenho que aceitar!

12 comentários:

Luuh disse...

olololololoololoololl
Gostei Manola. Muito profundo.

Anônimo disse...

Nossa, como isso foi tocante Layla... Você é um presente que Deus colocou em minha vida, nunca quero te perder, pois sem você não sei oque será de mim... Te amoo muito Laay. E acredite, que quando falo com vc.. Tudo que sai são apenas palavras que saêm do meu coração.. Te amo ! Laryssa ~

L.A.Y.L.A disse...

Ti lindo... *----*

Minhas duas mocinhas comentaram aqui!

Amo vcs manolas!

E um abraço pra Roh, que não tá no post mas tbm é uma pessoa que eu amo!

Anônimo disse...

Muito profundo cara, em parte entendo oq vc quis dizer, afinal eu só poderia enteder totalmente se eu estivesse no seu lugar ... ^^

Carlos Roberto (Firefox Jr) disse...

Como diria Frejat em uma de suas músicas "com um complemento meu"... -> "Homem não chora nem por dor, nem por amor, NEM PELOS POSTS DA LAYLA", mas que foi bonito e "verdadeiro" foi =D! Mais uns 10 textos assim e a gente providencia um livro seu =D!!!

Anônimo disse...

Como diria Frejat em uma de suas músicas "com um complemento meu"... -> "Homem não chora nem por dor, nem por amor, NEM PELOS POSTS DA LAYLA", mas que foi bonito e "verdadeiro" foi =D! Mais uns 10 textos assim e a gente providencia um livro seu =D!!!

L.A.Y.L.A disse...

Obaaaaaaaaa... Tem uns posts anteriores assim, já vão contar pra isso?

Manolos, obrigada pela força e pelo ibope também!

Jéssica disse...

Uauuuu .. adorei *--* ... me indentifiquei bastante com o post ... e tenho certeza q varias pessoas se identificarão tb .. pq felizmente [ou infelizmente] essa é a vida né D: ... mas independente do que aconteça, a gente sempre supera, pois temos pessoas especiais ao nosso lado certo?? .. te adoro Layy *__* [Jéh]

Mura disse...

Putz... quase chorei agora T_\\

Em certos momentos me vi escrevendo no seu lugar.

A magnata disse...

oi doida =D bem seu texto e realmente muito lindo e fala sobre conflitos reais...e de tudo isso eu completo dizendo que... o mais importante de tudo o que agente passe na vida seja bom ou ruim e nunca pode se deixa abalar por isso...(nossa nenhuma novidade o que eu to falando neh eu sei ) mais por mais que agente fique parando pra pensar em coisas que aconteceram e vivem acontecendo e a motivação ou objetivo delas agente vai sempre bater no mesmo dilema...
eu não quero sofrer mas sempre vou sofrer
sabe...esqueci tudo isso...toca o foda-se faz mesmo
se der errado ta bem levanta parte pra mais uma
...porque a vida e uma eterna guerra as situações que agente passa são batalhas em algumas nos nos damos bem em outras saimos feridos... mas tem sempre um amanha e tudo so termina com a morte...mas ja que iremos morrer mesmo que seja pelo menos com honrra e não com piedade e compaixão de nos mesmo... e isso que eu acho

Igor Vinicius disse...

Lay, to sem palavras,isso aê,familia é tudo, e independente do que pensem, você é única !
Sei que a jornada da vida as vezes é árdua, mas você vence com louvor. Acho que foi mais que uma dádiva ter te conhecido, minha linda.
Beijos e que DEUS sempre te abençoe !!!!

Elvis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário